Entrevista sobre moda e padrões de beleza

Roberta Pasqualatto -
Entrevista sobre moda e padrões de beleza

Nada melhor do que falar sobre moda! Na entrevista realiza com a acadêmica de jornalismo Pamella Santos, acompanhamos sobre os marcos históricos e suas influências para o que vemos hoje em dia. Também conversaremos sobre os padrões de beleza, acompanhe:


Pamella Silva: Quais os principais momentos da história da sociedade que você acha que foi importante para essa construção da ditadura da beleza que a mídia impõe atualmente
Roberta Pasqualatto
: A ditadura da beleza - esse padrão de beleza - surge na história desde o período Renascentista, com a admiração pela mulher mais cheinha. As mulheres que pertenciam a esse tipo físico eram de famílias ricas e como nos dias de hoje, a riqueza atrai olhares. Esse período começou na Itália e foi exportado para o Brasil, com o ideal de beleza por mulheres gordas, altas, de pele branca, olhos claros e cabelo liso - a literatura ilustra bem isso.
Outro marco foi a Revolução Industrial, e mulheres que eram consideradas fora do padrão de beleza começam a ascender na sociedade - a burguesia. Neste período o corpo elogiado era o ampulheta, com ombros e quadris na mesma linha e cintura marcada. Inicia o uso de espartilhos bem apertados para obter o modelo ideal.
Depois disso já aparece o padrão de beleza com o corpo magro, um corpo possível para a elite. Na década de 60, por exemplo, o que era mais belo eram as mulheres de quadris estreito. As que possuíam quadril largo - formato pêra - não eram mais aceitas, todos queriam um corpo magro por inteiro, porém, acinturado.

PS: Você acredita que a ditadura da beleza imposta pela mídia influência negativa ou positivamente na sociedade atual?
RP
: Influência negativamente as pessoas, queremos sempre aquilo que não temos ou que pensamos não ter, porque o mundo se tornou superficial. Muito photoshop, excesso de maquiagem ou cirurgias, então é tudo muito irreal e as pessoa se deslumbram com isso, olham e desejam isso, se frustrando quando percebem o verdadeiro. Esse padrão de beleza é sempre a representação de uma classe dominante.
Pensando no Brasil e sua grande miscigenação de raças, importar um padrão de beleza europeu onde o corpo é totalmente diferente das mulheres daqui, é impor algo inalcançável. Cerca de 80% das mulheres possuem o corpo pêra ou triângulo, onde o quadril é o destaque, maior em relação aos ombros e com a cintura mais fina.

PS: Você acredita que há como viver em sociedade sem seguir padrões?
RP: O mundo mostra somente o que ele quer, deixando o oposto por nossa conta, mostrando apenas o mais belo. Na consultoria eu trabalho muito com isso, pois a pessoa é única, somos seres únicos e é possível encontrar na multiplicidade a medida certa, o que seja melhor, o que se adeque melhor ao nosso corpo, nossa vida e principalmente ao nosso estilo.

Trabalho - e gosto de trabalhar - com pessoas reais.

Acredito também que o padrão está mudando. Já vemos a conscientização das marcas nos desfiles e coleções - usando pessoas reais - pois esse padrão de beleza imposto socialmente com mulheres altas, magras e loiras, é a minoria, pouquíssimas pessoas possuem essa característica. Estamos mudando e em um futuro próximo, mudaremos ainda mais.

PS: Qual o período histórico que mais contribuiu para a moda atual?
RP: Na moda atual os períodos que estão contribuindo são a década de 80 e início dos anos 90.
Isso é acelerado com a vida virtual, pois a quantidade de informações que recebemos e absorvemos todos os dias é imensa. As informações vêm mesmo sem o desejo que ela apareça.

PS: Qual período histórico ou quais períodos mais te atraem com relação a moda?
RP: Um dos períodos que me atrai bastante é a década de 50, a transição da década de 40 para a de 50, com a modelagem de Christian Dior. Eu gosto das formas criadas por ele, como elas modelam a cintura, o comprimento das saias e toda a modelagem da época.
Gosto muito da década de 20 também, onde Coco Chanel propôs para as mulheres o uso de peças masculinas, modernizando-as para o guarda-roupa feminino. Falando nisso, está moda voltou e está em alta.

Beijos Estilosos!


Leia também


Defina um estilo para sua Loja
Defina um estilo para sua Loja

A seleção e disponibilidade de produtos numa loja ou coleção pode satisfazer e fidelizar, ou não, o cliente. Tudo depende da seleção e combinação, ou seja, do mix de produtos, moda e/ou coleção que atendam as expectativas e gosto desse cliente.

O empresário da moda precisa definir muito bem o estilo da sua loja, pra quem você quer vender. Mas o que significa isso?

Primeira coisa a se perguntar é? Quem é seu cliente? Qual é o estilo desse cliente? Qual a faixa etária desse cliente? Qual o poder aquisitivo dele?

Após bem definido o estilo ou o objetivo da marca, pode-se definir bem o mix de produto, fica mais fácil.

Leia Mais
Renda-se as RENDAS
Renda-se as RENDAS

A renda é um dos tecidos mais finos e delicados que existe. Optar por vestir uma peça de renda é acrescentar, ao mesmo tempo, romantismo e sensualidade ao look. Por isso, hoje a renda se popularizou entre as mulheres brasileiras e, cada vez mais, elas se vestem com esse tecido tão singular.

Leia Mais
Profissão Consultora de Imagem
Profissão Consultora de Imagem

Consultoria de Imagem: aprenda a trabalhar com o marketing pessoal

A consultoria de imagem é uma profissão que exige técnica e profissionalismo, com esta formação a pessoa está apta para atender as exigências do mercado.

Saiu uma matéria sobre o meu curso de formação em consultoria de imagem.

Olha só que bacana.

 

Leia Mais
X